Protetor solar: o tipo e o jeito certo de usar

Usar protetor solar é o primeiro passo para quem busca uma pele bonita e, principalmente, saudável. É fato que, ao longo do tempo, o sol pode causar manchas, queimaduras, envelhecimento precoce e até câncer de pele. Para utilizar o produto corretamente, precisamos ter em mente três questões: que tipo de filtro solar iremos escolher; qual a quantidade adequada para passar; e como complementar a proteção com outros elementos.

A escolha do filtro deve levar em conta a proteção almejada. Usar produtos com FPS 30 já é bem-vindo, embora hoje a tendência seja procurar proteção mais alta, em torno de 50, para garantir uma pele mais resguardada. Acredita-se que o FPS mais alto possa garantir um tempo de proteção maior.

Em relação à quantidade do produto, devemos nos basear nas recomendações da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), que indica o seguinte para cada parte do corpo:

- uma colher de chá de protetor solar no rosto, no pescoço e na cabeça

- uma colher de chá para a frente do tronco e outra para a parte de trás

- uma colher de chá para cada braço

- uma colher de chá para a parte da frente de cada perna e outra para a parte de trás de cada perna

Além do filtro solar

Dá para complementar a proteção oferecida pelo filtro. Isso pode ser feito com bonés, chapéus e roupas, e também com base, maquiagem ou mesmo filtros solares com cor. O pigmento contido nessas bases e filtros com cor é particularmente interessante na proteção extra de pessoas que lutam contra manchas, sardinhas e melasma no rosto. Isso porque se comporta como uma barreira física contra a luz visível presente na radiação solar, nas lâmpadas e nas telas do computador e do celular.

Cuidar de você, #IssoéCACSS